REGISTRO DE SOFTWARE

Um software, nada mais é do um programa de computador e em tempos como os atuais é possível afirmar que a empresa que comercializa esse tipo de serviço deve enxergá-lo como um ativo e precisa cuidar dele da melhor maneira possível. Para isso,é fundamental executar o registro de software.

Por que realizar o registro de software?

Apostar no registro de um software significa que sua empresa protegerá o seu produto da: pirataria, da concorrência desleal, da realização de cópias que não foram autorizadas por você e, ainda, do uso indevido.

Realizar o registro de software consiste em proteger o patrimônio de uma empresa, pois ele é o acervo intelectual da mesma e como ele pode se valorizar, deve ser muito bem guardado. É importante deixar claro que o registro de software é diferente do registro de propriedade intelectual, pois o registro de propriedade intelectual não é obrigatório.

O Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) é o órgão responsável pela confecção do registro. A formalização por parte do criador requer o preenchimento de um formulário específico e mais o comprovante de que a taxa, por meio do Guia de Recolhimento da União (GRU) foi pago.
Se o software pertencer a um empregador, ele precisará comprovar que o empregado que está desenvolvendo o programa tem vinculo empregatício para poder executar o registro da propriedade do mesmo.

Muitos desistem do registro de software, porque não contam com uma equipe especializada para tal serviço, porém investir nessa regularização serve para atrair investidores, fazer com que seus clientes confiem na sua empresa, protege suas contas, te possibilita a participar de licitações e, ainda, assegura que seus colaboradores mantenham o sigilo.

Vantagens de realizar o registro de software

É possível afirmar que os investidores serão atraídos, porque eles não terão medo de aplicar o dinheiro deles em algo que oferece segurança para que eles façam isso. Quanto ao cliente, ele não terá medo de comprador, porque sabe que está adquirindo algo regularizado, ou seja, que está devidamente licenciado e com isso, a sua empresa não estará sujeito a riscos.

Ainda falando sobre o cliente, quando é feito o registro de software, seu cliente saberá que ele pode usar, mas com limites, pois terá clara as condições para o uso dele, o suporte dado pela sua empresa, as extensões de direitos autorais, modificações e outras peculiaridades.

Muitos ainda não apostam no registro de software, porque não conhecem a importância dessa ferramenta, mas o empreendedor deve apostar nisso, pois essa é a maneira mais eficaz e recomendada para a manutenção do programa de computador protegido.

Agora que você já sabe o quanto registrar um software é importante, a UNAMAR pode lhe ajudar a tornar todo esse processo muito mais simples.